Meu Perfil
BRASIL, Mulher, Portuguese, Livros, Cinema e vídeo, trabalhos manuais
MSN -



Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


 
Blog da Eliane Sinhasique


Carta aberta à Presidente Dilma

(Um pedido de socorro!)

 

Rio Branco, Acre, 20 de abril de 2011

 

         Querida Presidente,

 

         Te chamo de querida porque te quero muito bem e me orgulho de ter uma mulher como presidente do meu País (não gosto de chamá-la de “presidenta” porque acho a sonoridade sofrível).

         Mas não é para falar da sonoridade de uma palavra que estou te escrevendo. Escrevo, aqui do meu Acre, para lhe contar algumas coisas e dar notícias desse pedacinho do Brasil (ou “pedação” porque em tamanho territorial somos maior do que o estado de Alagoas, do Ceará, da Paraíba...) e dizer o que nós, aqui no extremo norte, sofremos.

         Presidente, hoje no nosso estado a Gasolina está custando de R$ 3,13 à R$ 3,30 o litro, na capital, e R$ 3,50 no município de Cruzeiro do Sul! No nosso entendimento esse preço é um abuso com os consumidores. Nós, acreanos, sofremos dois aumentos no combustível nas duas últimas semanas!

         Nosso estado é pobre e ainda está tentando se desenvolver. Com esse preço, tudo aqui também fica mais caro.

         Quando escuto falar nos dados oficiais da inflação do Brasil me dá vontade rir. Aqui no Acre a inflação é galopante, tudo sobe da noite para o dia.

         O pão que custava R$ 3,50 o quilo há 5 anos, hoje custa R$ 6,00 o que equivale a um aumento de mais de 70%! O pãozinho aumentou 14% ao ano. Isso é só um exemplo. Os comerciantes alegam que o custo do transporte do trigo é muito elevado e por isso o preço é esse mesmo e pronto!

         Minha Presidente, não conseguimos entender como o Brasil que é auto-suficiente em petróleo penalize os próprios brasileiros com um combustível tão caro. Aqui no país vizinho, na Bolívia, podemos comprar o nosso combustível da Petrobrás por R$ 1,15 litro! Se exportamos é porque está sobrando combustível.

         Tem alguma coisa errada! Estamos pagando, praticamente, dois dólares por litro!

         O País Venezuela, colocado ao Brasil, também é produtor de petróleo e lá os venezuelanos compram 40 litros de gasolina com um dólar!

         A Petrobrás exporta petróleo por uma ninharia e nós, donos do petróleo, pagamos muito caro por ele. Como pode uma coisa dessas???

         Vejo a senhora e os ministros falando em controle da inflação o tempo todo mas, na prática,  essa inflação está corroendo o salário do trabalhador como o ácido corrói o ferro.

         O transporte público coletivo também é outro ponto que massacra os trabalhadores e onera o custo operacional das empresas com o vale transporte. Hoje um acreano paga R$ 2,40 na passagem de ônibus e o maior percurso que temos na nossa capital, Rio Branco, é de 19 Km!

         Os acreanos sofrem minha Presidente!

         A energia elétrica que antes era gerada com óleo diesel continua pela hora da morte. Mesmo com um linhão, interligado ao sistema nacional, que gera energia por hidrelétrica, o que teoricamente baratearia seu custo, estamos pagando ainda mais caro! O ICMS da nossa conta de luz é calculado “por dentro” e os acreanos que consomem mais de 140 Kwatt pagam mais de 33,33% só de ICMS, ao Estado do Acre, além do Pis e da COFINS ao Governo Federal. Presidente, nossa conta de luz tem mais de 42% só de impostos e o nosso kwatt chega a 0,529920 como se Acre fosse um estado rico.

         Eu te pergunto minha Presidente, como um estado como o Acre, tão distante dos centros produtivos e com uma energia tão cara poderá se desenvolver?

         Temos pouco mais de 730 mil habitantes e desses, poucos ganham mais de R$ 22 mil por ano. A previsão da Receita Federal no Acre é de recolher em torno de 60 mil declarações do Imposto de Renda. Como dá para ver, são poucos os “afortunados” que existem por aqui.

         Além, Presidente, de pagarmos caro pela energia, essa energia acredito ser a pior do Brasil. Sofremos muitos apagões e interrupções constantes de energia além dos picos de luz que queimam máquinas e equipamentos. Só em 2010 foram mais de 4.700 interrupções! Os prejuízos são enormes.

         É impossível se pensar em industrialização, de qualquer coisa aqui no Acre, com essa energia de péssima qualidade. Até a criação de frangos para abate sofre com as constantes quedas de energia.

         No momento, o povo do Acre está fazendo um movimento popular histórico pela redução dos impostos e pela melhor qualidade na energia. O Movimento Popular Menos Impostos, Mais Energia vai pedir ao Governo do Estado que reduza o ICMS numa tentativa de baratear os custos energéticos para o povo acreano. Um trabalhador, uma trabalhadora que ganha um salário mínimo está gastando cerca de 30% do seu salário com a conta de luz. É muito minha presidente!

         Sei que a senhora tem um país inteiro para cuidar, sei que a missão é difícil, sei que existem coisas na administração de um país incompreensíveis para os reles mortais, como eu, mas peço socorro em nome do povo do Acre e do Brasil. Que a senhora sente e converse com o pessoal da Petrobrás e reavalie os custos do combustível para o povo brasileiro. Quem sabe, na minha visão simplista da situação, com o barateamento do combustível para o brasileiro será possível conter a inflação?

         Sabemos que a inflação é a grande vilã no desenvolvimento de um país e por isso mesmo todos os esforços devem ser feitos para evitá-la.

 

 

Um forte abraço!

 

Eliane Sinhasique

Jornalista, radialista, publicitária e cidadã acreana.

 

 

 

 

 

 

 

           



Escrito por Eliane Sinhasique às 12h01
[] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]